Por Graciete Cavalheiro do Desperte sua cura

Graciete Cavalheiro

Amor-próprio é um termo usado em conversas como: “Você tem que se amar mais.” “Por que você não se ama?” “Se você apenas amasse a si mesma, isso não teria acontecido com você.” “Você não pode amar outra pessoa até que ame a si mesma primeiro.” Essas são apenas algumas das associações com o amor-próprio que damos ou recebemos para sugerir um caminho quando alguém que gostamos está enfrentando dificuldades.

Amor-próprio é o primeiro pilar para se viver bem. Influencia quem você escolhe como companheiro, a imagem que você projeta de si mesma seja no no trabalho e na vida pessoal.  Indica como você lida com os problemas em sua vida. É tão importante para o seu bem-estar que resolvi escrever sobre esse tema aqui no blog da Shoes U.

Eu sou a Graciete, professora e mentora de autoconhecimento. Idelizadora do Desperte sua Cura. Durante o meu processo de despertar que veio através de um câncer no útero, a cura do meu amor-próprio me libertou de padorões e situações que eu buscava para ser amada e pertencer. Hoje levo o meu conhecimento adiante para que você não precise passar por relacionamentos abusivos, baixa auto estima, depressão…

O que é amor próprio? É algo que você pode obter por meio de uma reforma de beleza ou de um novo conjunto de roupas? Você pode obter mais lendo algo inspirador? Ou um novo relacionamento pode fazer você se amar mais? A resposta a todas essas perguntas é Não. Embora pareçam bem e sejam gratificantes, você não se conecta ao amor-próprio por meio desse tipo de atividade.

O amor-próprio não é simplesmente um estado de se sentir bem. É um estado de apreço por si mesma que cresce a partir de ações que apoiam nosso crescimento físico, psicológico e espiritual. O amor próprio é dinâmico; ele cresce por meio de ações que nos amadurecem. Quando agimos de maneiras que expandem o amor-próprio em nós, começamos a aceitar muito melhor nossas fraquezas, bem como nossas forças, temos menos necessidade de explicar nossos pontos fracos, temos compaixão por nós mesmas como seres humanos que lutam para encontrar um significado pessoal, estão mais centradas no propósito e nos valores de nossa vida e esperam a realização viva por meio de nossos próprios esforços.

7 dicas para amor-próprio:

1. Mantenha-se em vigilância dos seus pensamentos: Pessoas que têm mais amor-próprio tendem a saber o que pensam, sentem e desejam. Eles estão cientes de quem são e agem com base nesse conhecimento, e não no que os outros desejam para elas.


2. Aja de acordo com o que você precisa e não com o que deseja: Você ama a si mesma quando consegue se afastar de algo que é bom e excitante mas que te afastam de crescer, para permanecer forte, centrada e seguir em frente em sua vida. Ao permanecer focada no que você precisa, você se afasta dos padrões automáticos de comportamento que a colocam em apuros, a mantêm presa ao passado e diminuem o amor-próprio.


3. Pratique um bom autocuidado: Você se ama mais quando cuida melhor de suas necessidades básicas. Pessoas com alto amor-próprio se alimentam diariamente por meio de atividades saudáveis, como nutrição adequada, exercícios, sono adequado,intimidade e interações sociais saudáveis.


4. Estabeleça limites saudáveis:  Você se ama mais quando estabelece limites ou disser não ao trabalho, ao amor ou a atividades que a esgotem ou prejudiquem fisicamente, emocionalmente e espiritualmente, ou expressem mal quem você é.


5. Segurança, proteção: Traga as pessoas certas para sua vida. Eu amo o termo família de alma que aprendi com o Thetaheaheling. Descreve muito bem o tipo de amigos que estão ao seu lado mesmo na felicidade e sucesso. Minha sugestão para você aqui: Livre-se dos amigos da onça ! Não há tempo suficiente em sua vida para perder com pessoas que querem tirar o brilho de seu rosto. Você vai se amar e respeitar mais.

6. Autoperdão: Nós, podemos ser tão duras com nós mesmas. A desvantagem de assumir a responsabilidade por nossas ações é nos punirmos demais por erros de aprendizado e crescimento. Você tem que aceitar sua humanidade (o fato de que você não sabe tudo de tudo), antes de poder amar verdadeiramente a si mesma. Pratique ser menos severa consiga mesma quando cometer um erro. Lembre-se de que não há falhas, se você aprendeu e cresceu com seus erros; existem apenas lições aprendidas.


7. Viva conscietemente : Você vai aceitar e amar mais a si mesma, seja o que for que esteja acontecendo em sua vida, quando você viver com propósito e verdade. Seu propósito não precisa ser muito claro para você. Se sua intenção é viver uma vida significativa e saudável, você primeiro deve tomar decisões que apóiam essa intenção e isso te conecta consigo mesma. Você vai se amar mais se perceber que está realizando o que se propôs a fazer. Então estabeleça suas intenções de vida para fazer isso.

Se você escolher apenas uma ou duas dessas dicas de amor-próprio para trabalhar, começará a se aceitar e a se amar mais. Basta imaginar o quanto você vai apreciar a si quando você se conecta com estas dicas para o amor-próprio. É verdade que você só pode amar uma pessoa tanto quanto ama a si mesma. Se você exercitar todas as ações de amor-próprio que eu trouxi aqui para você permitirá e incentivará os outros a se expressarem da mesma maneira. Quanto mais amor-próprio você tiver, melhor preparada estará para um relacionamento saudável. E alem disso, você começará a atrair pessoas e circunstâncias que apoiam o seu bem-estar.

Com amor, Gra

Gostaram? Deixe aqui seu comentário e visite o instagram da Gra do @despertesuacura

Você também pode gostar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.